terça-feira, setembro 16, 2008

Dimout

Hoje inaugura na galeria pente10, uma retrospectiva do trabalho fotográfico de Carlos Afonso Dias.

Em Nova Iorque, (1959), Afonso Dias, a olhar para Walker Evans,


Walker Evans, Times Square, 1930

ou simplesmente cativado pela sobreposição de luzes, sombras e reflexos da neonizada Times Square, não resiste a fazer a sua composição.



Carlos Afonso Dias, Nova Iorque Néons na Times Square, 1959

De noite, as luzes da praça que nunca dorme, atraem, quer quem vive na cidade como os turistas que a visitam, e as letras alinhadas que anunciam os últimos filmes de Hollywood e as vedetas dos teatros - uma tentação.


Walker Evans, 1946


Carlos Afonso Dias, Nova Iorque na Broadway, 1959

Mas os anúncios não são os únicos protagonistas da Times Square e antes da era da Internet, na Times Square, jornalistas e população aguardavam ansiosos os primeiros resultados das eleições presidenciais.


Arthur Lavine, Election Night, Times Square, N.Y, 1952


Arthur Lavine, Election Night Returns, Times Square, N.Y.,1952

Só nos tempos sombrios da Segunda Grande Guerra, nem as luzes da Times Square podiam estar acesas, o risco de um ataque aéreo alemão, obrigava os habitantes da Big Apple a ficar às escuras - o “dimout” como ficou conhecido.


Andreas Feininger, Times Square during the dimout, 1943

Ontem o banco Lehman Brothers declarou falência. A dívida global ascende a 613 mil milhões de dólares e é a maior de sempre, ultrapassa mesmo a dívida da Worldcom em 2002.
Tudo isto apesar dos esforços de Dick Fuld, o presidente da Lehman ter pedido há dias autorização ao governador da cidade para apagar os gigantescos painéis que anunciam o seu nome na fachada da sede. Só para os manter acessos, a Lehman gastava por ano 500 000 dólares. Mas o pedido de Fuld foi rejeitado : “since buildings in Times Square area are required to keep their facades aglow to create the arcade effect that dazzles the tourists”.

Ontem Times Square iluminava a falência da mentira.


Times Square, 15 de Setembro 2008


Times Square, 15 de Setembro 2008

1 comentário:

M0rph3u disse...

Ola'!

Gostei muito da forma como conseguiu criar uma historia inteligente em que cruza referencias importantes para a fotografia nacional e americana, ao mesmo tempo que marca a actualidade.
Parabens!